A CASA DO SERVIDOR DA JUSTIÇA

Noticias | Destaque, Informe-se

SINDJUSTIÇA cobra segurança e infraestrutura implantados no Fórum Cível para todas as comarcas de Goiás

Corredores do novo Fórum Cível de Goiânia

Corredores do novo Fórum Cível de Goiânia

O novo Fórum Cível de Goiânia, onde trabalharão, na estimativa do TJGO, cerca de 1,3 mil pessoas, entre servidores e demais profissionais do sistema de Justiça, foi inaugurado nesta segunda-feira (26). A edificação, segundo o Tribunal de Justiça, conta com um aparato moderno de segurança, incluindo pórticos detectores de metais, vigilância armada 24 horas, controle eletrônico de acessocâmeras de monitoramento de alta resolução e sensores de fumaça anti-incêndio.

As medidas anunciadas pelo TJGO para aquele prédio recém-edificado são o que busca o SINDJUSTIÇA para todas as comarcas do Estado. Um mecanismo como esse, com vigilantes, controle de acesso e detectores de metais poderia ter evitado, por exemplo, os incêndios criminosos nos fóruns de Iporá e Goiatuba; o ataque à faca a uma servidora em Senador Canedo; a ameaça de atentado à bomba em Cidade Ocidental; e o trágico crime passional no fórum de Itapuranga, em 2015, que terminou na morte de duas pessoas, sendo uma delas profissional terceirizada daquele prédio do Judiciário.

Em agosto último, o TJGO anunciou para este mês de setembro a instalação de pórticos detectores de metais em todas as comarcas goianas. Agora, por ocasião da inauguração do Fórum Cível, a Comissão Permanente de Segurança do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás destaca que a vigilância armada naquela unidade integra já as ações do plano de segurança institucional do Poder Judiciário estadual, que o órgão começa a colocar em prática.

Esperamos que o TJGO priorize a segurança em todas as comarcas. Os casos recentes de violência em diversos fóruns espalhados por Goiás mostram que os servidores, demais profissionais que neles trabalham, e o jurisdicionado estão completamente vulneráveis à ação de bandidos dentro da Casa da Justiça. Não podemos permitir isso. (Fábio Queiroz, presidente do SINDJUSTIÇA)

Infraestrutura

O novo Fórum Cível, conforme descrição do TJGO, é dotado de sistemas avançados de controle de luminosidade, temperatura e som. Estarão disponíveis na unidade também geradores de energia elétrica e no-breaks, permitindo a continuidade dos serviços por um tempo determinado, mesmo sem o fornecimento pela companhia energética. É essa a infraestrutura que o SINDJUSTIÇA considera necessária para que os servidores trabalhem com segurança também nas demais unidades judiciárias de Goiás.

Proporcionalmente, o espaço aproximado de 240m² por unidade no Fórum Cível, privilegiando a mobilidade e o conforto dos usuários, deveria ser adotado também nos demais fóruns do TJGO, explica Fábio Queiroz. É o caso, ainda, da área de convivência do Fórum Cível e do estacionamento.

O SINDJUSTIÇA reitera ainda a importância da execução de um planejamento para o trânsito nas imediações do novo edifício, evitando assim futuros transtornos, a exemplo do congestionamento que travava o trânsito na rua do Fórum Desembargador Fenelon Teodoro Reis, conhecido como Fórum Criminal, localizado no Jardim Goiás.

O sindicato, diz Fábio Queiroz, defende que esses espaços sirvam de modelo e sejam instalados em todas as comarcas goianas, impulsionando a já reconhecida produtividade dos servidores da Justiça de Goiás.


Fonte: Assessoria de Comunicação do SINDJUSTIÇA - Fotos: Wagner Soares (CCS/TJGO)