Em assembleia convocada pelo SINDJUSTIÇA e em defesa do PCS, servidores decidem por paralisações semanais

essa

Plano de ação do SINDJUSTIÇA nos próximos dias, em defesa dos interesses do servidor efetivo da entidade, foi discutido em Assembleia Geral Extraordinária, na tarde desta quarta-feira (7). Foi deliberado, por votação da maioria, paralisações às quartas-feiras, em que os servidores deverão ocupar em peso os corredores do TJGO, vestidos com camiseta confeccionada pelo sindicato com a mensagem: “Sou servidor efetivo do TJGO e exijo respeito!“. Faixas e demais materiais com informações sobre o movimento também serão distribuídos aos filiados, para que expliquem à população as causas do movimento.  

Realizada na Sede Recreativa do sindicato, a assembleia foi convocada pelo sindicato após a não votação do PCS dos servidores do Judiciário pela Corte Especial, que deliberou por encaminhar o projeto à Comissão de Regimento Interno e Organização Judiciária do Tribunal antes de ser analisado pelo Colegiado.

sou servidor efetivoEm atendimento à legislação, o sindicato esclarece que, nas paralisações,  os servidores devem se revezar para garantir o porcentual mínimo de 30% de trabalhadores nas escrivanias, garantindo a realização dos serviços considerados essenciais. Neles se enquadram os procedimentos em torno de >habeas corpus<, alvarás de soltura, audiências de custódia e pensão alimentícia, bem como os relacionados a medidas protetivas, por exemplo. Dúvidas podem ser dirimidas junto ao Departamento Jurídico do SINDJUSTIÇA, pelo telefone (62) 3224-4458.

A presidente do SINDJUSTIÇA, Rosangela Ramos de Alencar, reiterou a importância de a paralisação ser aderida por um número expressivo de servidores. “Quarta será o nosso dia D! É preciso lotar os corredores do TJGO para exigir respeito, exigir nossos direitos, lutar por dignidade!”, conclamou.

O vice-presidente da entidade para assuntos de Secretaria, Comunicação, Divulgação e Imprensa, Fabrício Duarte de Sousa, explicou que, em Goiânia, o plano inclui a formação de comitivas para visitas aos desembargadores membros da Comissão de Regimento Interno e Organização Judiciária para reforçar os itens principais de alteração do PCS.

Também na assembleia de hoje, a maioria dos servidores votou permitindo que o sindicato convoque, caso necessário, assembleia com pauta de indicativo de greve com 24 horas de antecedência – uma vez que o estatuto do SINDJUSTIÇA prevê a necessidade de convocação 72 horas antes.

A assembleia contou com a presença de representantes de 35 comarcas, totalizando 97 servidores filiados ao SINDJUSTIÇA e dois não filiados.

Convocação

A diretoria do sindicato expôs a expectativa de que aconteça, na próxima quarta-feira (14), a votação pela Corte Especial da minuta do Plano de Cargos e Salários dos Servidores, após análise prévia do PCS pela Comissão de Regimento Interno e Organização Judiciária. Caso se confirme, a entidade convocará os servidores, em caráter de urgência, a comparecerem na sessão, a fim de pressionar resultado positivo para a categoria.

Vire seu tablet para a

posição horizontal