Em audiência com o presidente do TJGO, SINDJUSTIÇA requer agilidade na tramitação do PCS

reuniao sindjustica tjgoA diretoria do SINDJUSTIÇA reuniu-se nesta terça-feira (11) com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargador Gilberto Marques Filho, e com o presidente do Conselho Setorial de Política Salarial do Tribunal, desembargador Itamar de Lima. Em pauta, a tramitação do novo Plano de Cargos e Salários dos servidores; reajuste do auxílio-alimentação; e inserção de auxílios implementados e previstos no texto do PCS.

Durante o encontro, o presidente do TJGO informou aos dirigentes do SINDJUSTIÇA que a meta 14 do Plano de Gestão do Tribunal no biênio 2017-2019, que prevê “elaborar e aprovar a proposta de reestruturação do Plano de Cargos, Salários e de Carreira do Poder Judiciário goiano” é prioridade de sua administração.

Leia a íntegra do Plano de Gestão com suas 18 metas previstas.

Desembargador Itamar se comprometeu, durante a reunião, a encerrar o projeto do novo PCS no mês de agosto, apresentando a minuta do texto, na sequência, à Presidência do TJGO e às entidades sindicais representativas dos trabalhadores do Judiciário.

Auxílios

O SINDJUSTIÇA cobrou da Presidência do Tribunal o atendimento ao pleito do SINDJUSTIÇA de reajuste do auxílio-alimentação (PROAD 201703000030725), que encontra-se desde março na Divisão de Programação Orçamentária. O desembargador Gilberto Marques Filho informou, na ocasião, que determinou à sua equipe a economia de gastos fixos do Fundesp com o objetivo de atender à solicitação do sindicato.

A diretoria do SINDJUSTIÇA requereu também aos desembargadores a inserção de auxílios já existentes e a serem implementados (como o alimentação, escolar, transporte, saúde, dentre outros) no texto final do PCS, com a finalidade de assegurar o amparo legal dos mesmos. O presidente do TJGO se disse “totalmente favorável” à inserção desses benefícios no Plano de Cargos e Salários.

“Os servidores têm tido perdas contínuas nos últimos anos e, além disso, há uma luta árdua, nossa, pela implementação e manutenção de auxílios que são hoje uma necessidade para o trabalhador. Esperamos que a tramitação do PCS se dê dentro do prazo estabelecido por lei e que o compartilhamento das informações com a categoria ocorra o quanto antes, para fazer valer os direitos dos trabalhadores”, destacou a presidente Rosângela Alencar.

Participaram da reunião, além da presidente, os vice-presidentes Mara Cristina Ferreira, Fabrício Duarte de Sousa, Eduardo Faria de Araújo e Kerner  Gondim. Dirigentes do Sindojus-GO também participaram da audiência com o presidente do TJGO.

Vire seu tablet para a

posição horizontal