Greve começa com passeata e primeira aprovação da data-base no plenário da Assembleia

plenarioServidores estão convocados para novo ato na Alego, na próxima terça-feira (29), para provável votação definitiva do projeto no plenário da Casa

Com presença maciça dos servidores do Poder Judiciário estadual, a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) aprovou, nesta quinta-feira (24), em primeira votação no plenário, o projeto da data-base dos trabalhadores do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO). A segunda e definitiva votação da matéria na Alego está prevista para terça-feira (29).

Foi esse o saldo do primeiro dia da greve dos trabalhadores do TJGO, que é coordenada pelo Sindicato dos Servidores e Serventuários da Justiça do Estado de Goiás (SINDJUSTIÇA). Cerca de 300 profissionais atenderam, hoje, ao chamado da entidade para passeata em Goiânia, que saiu do Tribunal de Justiça rumo à Assembleia Legislativa.

O movimento grevista iniciou nesta quinta-feira para cobrar, do Governo do Estado, a aplicação da data-base do Judiciário, cujo índice proposto de reposição inflacionária é de 7% para efetivos do TJGO. Apesar da aprovação na Assembleia em primeiro turno, o SINDJUSTIÇA seguirá com a greve até que o pagamento da data-base se concretize.

“Enquanto a data-base não for sancionada, nós ficaremos de braços cruzados”, advertiu o presidente do sindicato, Fábio Queiroz.

Presidente Fábio Queiroz concedeu entrevista a diversos veículos de comunicação

Presidente Fábio Queiroz concedeu entrevista a diversos veículos de comunicação

Mobilização dos servidores

Servidores de ao menos 20 comarcas do Estado participaram da passeata. Em Caldas Novas, na Região Sul, o movimento grevista tem adesão da maioria dos profissionais daquela unidade. “Todos os juízes da comarca também apoiaram nosso pleito”, completou a delegada sindical Valéria Pires de Rezende.

Em Formosa, no Entorno do Distrito Federal, 99% dos servidores locais também participam da greve. “Nutrimos um sentimento gratificante por estar aqui, na passeata, representando os servidores de Formosa nesse, que é um momento determinante em nossa luta pela aplicação da data-base”, disse o delegado sindical Marcos Xavier da Silva.

Representante do SINDJUSTIÇA em Campos Belos, na Região Nordeste, Érica Neres de Oliveira viajou quase 600 quilômetros para reforçar o movimento pela data-base. “Em Campos Belos, os servidores também fazem hoje uma manifestação em frente ao Fórum. Lá, a adesão à greve foi de 100% dos trabalhadores”, comentou.

Greve continua

Todos servidores do Judiciário goiano estão convocados para um novo ato no plenário da Alego, que ocorrerá na terça-feira (29), por volta das 14h30. A expectativa é de que nesse dia os parlamentares da Assembleia votem o projeto da data-base da categoria, em segundo e definitivo turno.

Fonte: Assessoria de Comunicação do SINDJUSTIÇA

Vire seu tablet para a

posição horizontal