SINDJUSTIÇA visita quatro comarcas do interior goiano

visita interior

O SINDJUSTIÇA visitou nesta quarta, 10, as comarcas de Corumbá, Pirenópolis, Rialma e Ceres. As visitas às comarcas da região do Vale do São Patrício, que contaram com a presença dos vice-presidentes Fabrício Duarte e Eduardo Faria, integram-se ao projeto da entidade de percorrer o maior número possível de comarcas do interior para atender de forma mais eficiente às demandas dos servidores.

A Reforma da Previdência (aprovada em primeiro turno pelo Plenário da Câmara nesta quarta-feira), alteração do PCS, o projeto de implantação do auxílio-saúde e a continuidade da companha de filiação ao sindicato foram os principais temas tratados nas reuniões com os servidores das comarcas citadas. “Nós precisamos manter nossos servidores informados sobre as pautas de maior relevância atual. Além do nosso site e redes sociais como fonte de informação, é muito importante esse contato pessoal”, afirmou o vice-presidente do SINDJUSTIÇA, Fabrício Duarte.

O servidor Valdeci José de Araújo, da comarca de Rialma, é filiado ao sindicato desde sua criação e parabeniza a diretoria pela iniciativa. “Por mais que nós saibamos sobre as novidades voltadas aos servidores por nossas redes sociais, o contato pessoal tem mais informação e é muito importante para os filiados”, justificou.

Reforma
O sindicato está, juntamente à Fenajud, em campanha contra a Reforma da Previdência proposta pelo governo. Nas reuniões com os filiados, os vice-presidentes têm reforçado, em termos gerais, as perdas e prejuízos que a aprovação desta Reforma vai trazer aos trabalhadores, como o aumento da idade mínima, tempo de contribuição e das alíquotas, entre outros.

“A Reforma da Previdência nesses termos afeta negativamente a vida de todos nós”, destacou o vice-presidente do SINDJUSTIÇA, Eduardo Faria, que esteve recentemente em reunião com a Fenajud em Brasília. “É muito importante que o servidor se informe devidamente sobre essa questão”, frisou.

A proposta foi aprovada em 1º turno por 379 votos a 131. Deputados ainda estão analisando, nesta quinta, destaques que podem alterar pontos do texto

Fonte: Assessoria de Comunicação do SINDJUSTIÇA | Ampli Comunicação

Vire seu tablet para a

posição horizontal