Durante visita do SINDJUSTIÇA, servidores da Comarca de Goianira expõem problemas estruturais

goianiraOs vice-presidentes Fabrício Duarte e Luzo Gonçalves, juntamente com a advogada do SINDJUSTIÇA Alinne Costa Ramos, visitaram a Comarca de Goianira nesta terça-feira (05/02). O sindicato ouviu os questionamentos dos servidores da comarca e apresentou bandeiras de luta da entidade para o ano de 2019.

Os servidores de Goianira expuseram na reunião a necessidade de melhoria da estrutura local de trabalho. “O SINDJUSTIÇA se dispõe a participar de todos os assuntos que interferem na vida funcional do servidor. Nós procuramos sempre ouvir os questionamentos e críticas de forma bem tranquila e transparente, ajudando-os a dar o encaminhamento pertinente para cada um deles”, destacou o vice-presidente Fabrício Duarte.

Outra dificuldade exposta foi o déficit de servidores na comarca. “Precisamos que abram mais vagas em Goianira, porque os processos estão aumentando na mesma proporção que a população local. Para mim, a principal defasagem é essa, afirmou Izabel Cristina, uma das servidoras da comarca.”

As principais bandeiras do SINDJUSTIÇA foram apresentadas aos servidores, com destaque para melhoria do Plano de Cargos e Salários. “Este é sem dúvida nosso principal pleito, visando promover maior segurança jurídica para todos nós servidores”, frisou Fabrício Duarte. As alterações sugeridas para o PCS resultarão também em uma nova forma de administração de carreira, positiva para o servidor.

O auxílio-saúde também é um dos pontos de luta do sindicato para atender servidores ativos, inativos e dependentes. A implementação do benefício segue em estudo pelo TJGO, com participação do SINDJUSTIÇA, que colabora na busca do melhor modelo para Goiás

A regulamentação do plantão judicial também será um assunto importante para o sindicato em 2019, tema que interfere diretamente no cotidiano dos servidores de Goianira. “Nós trabalhamos no fim de semana e não ganhamos nem folga nem pagamento por isso. É desgastante o sobreaviso e o desvio de função”, conta Wallison Ferreira, servidor da unidade.

A advogada do SINDJUSTIÇA, Alinne Costa Ramos, solicitou a todos os sindicalizados da unidade que enfrentam problemas dessa natureza com o plantão que façam os devidos registros e os repassem para o Departamento Jurídico do sindicato, para providências. “A banca de advogados do SINJUSTIÇA tem se empenhado nos últimos anos para solucionar o problema dos servidores com a questão do plantão judicial. Entretanto, necessitamos que os filiados subsidiem-nos com informações e registros do que ocorre na comarca, para podermos agir com eficiência, cobrando direitos garantidos”, assinalou o vice-presidente Jurídico Luzo Gonçalves.

A alteração do estatuto do SINDJUSTIÇA também foi pauta da reunião. O vice-presidente Fabrício Duarte reiterou a necessidade de se buscar uma comunicação clara e concisa com o sindicato. “Acionem o delegado sindical da sua comarca para que ele possa esclarecer todas as dúvidas. Procurem uma fonte segura”, alertou. “Todos os canais de comunicação do SINDJUSTIÇA estão abertos para esclarecer dúvidas e ouvir sugestões de seus filiados. Uma categoria bem informada é mais forte”, reitera Fabrício.

Fonte: Assessoria de Comunicação do SINDJUSTIÇA

Vire seu tablet para a

posição horizontal