Depoimento da servidora aposentada Dalva Rezende de Castro

slide-contribuicaoA servidora aposentada Dalva Rezende de Castro, de 64 anos, filiou-se ao SINDJUSTIÇA logo no início de sua carreira como escrevente, no município de Inhumas, e permanece como filiada até hoje. “Defendo a contribuição sindical porque este é um sindicato que realmente defende a categoria. Claro que todos os servidores devem lutar por seus direitos, mas a representação sindical é, sem dúvida, essencial, pois consegue reunir a classe e brigar por ela”, define a aposentada.

“Ultimamente, ando preocupada com a questão dos consignados. Não cheguei a receber nenhuma cobrança, mas não estou podendo renovar o crédito. Sei que o sindicato está lutando por isso por nós e espero que logo tudo se resolva”, conta Dalva Rezende.

O SINDJUSTIÇA requereu providências ao presidente do TJ-GO junto à Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás (Sefaz) quanto ao repasse dos valores para quitação de parcelas de empréstimos consignados de servidores do TJ às instituições financeiras. Também é de iniciativa da entidade o inquérito sobre a questão que tramita na Corregedoria-Geral do Ministério Público de Goiás.

Além da dedicação aos pleitos dos servidores, Dalva destaca outros benefícios para os filiados ao SINDJUSTIÇA , como os diversos convênios e a própria infraestrutura da entidade, como o Clube Recreativo no Setor Coimbra.

Como informado pelo SINDJUSTIÇA em Assembleia Geral realizada recentemente, considerando a decisão do Supremo que manteve facultativo o pagamento da contribuição sindical por parte dos servidores, os filiados que desejarem continuar fazendo a contribuição anual ao sindicato deverão manifestar-se espontaneamente. Para essa finalidade, a entidade manterá aqui no site modelo padrão de declaração a ser assinada pelo trabalhador que assim se decidir, para posterior envio ao sindicato.

Baixe aqui declaração referente à contribuição sindical.

Vire seu tablet para a

posição horizontal