Depoimento do servidor Jacy Jorge Cheim Júnior

Jacy e a filha Luciana

Jacy e a filha Mirelle

Com 22 anos de atuação como servidor do Judiciário do Estado de Goiás e filiado há quase o mesmo período ao SINDJUSTIÇA, Jacy Jorge Cheim Júnior, de 52 anos, reconhece na contribuição sindical o melhor caminho para garantir a independência na luta por direitos e benefícios para a categoria. Ele é porteiro judiciário no município de Cavalcante, no nordeste goiano.

Desde junho, Jacy Jorge e sua família contaram três vezes com a assistência do sindicato para um tratamento de saúde e ficaram hospedados na pousada da entidade em Goiânia, um ponto de apoio para filiados do interior. “Se eu precisasse pagar o hotel, não teria gastado menos que R$ 5 mil. Na pousada, onde fui muito bem recebido, eu não tive gastos. Esse é um dos motivos que me faz defender a contribuição sindical”, explica o servidor.

Poder contar com um departamento jurídico tão atuante é outra razão que ele aponta para continuar como filiado ao sindicato. “Conquistas recentes, como o pagamento da URV e as gratificações, aconteceram porque temos um sindicato forte, que tem uma equipe dedicada , que apoia mesmo a categoria. Isso eu pude sentir, com minha família, nessa estadia recente na pousada em Goiânia”, conclui Jacy Jorge.

Como informado pelo SINDJUSTIÇA em Assembleia Geral realizada recentemente, considerando a decisão do Supremo que manteve facultativo o pagamento da contribuição sindical por parte dos servidores, os filiados que desejarem continuar fazendo a contribuição anual ao sindicato deverão manifestar-se espontaneamente. Para essa finalidade, a entidade manterá aqui no site modelo padrão de declaração a ser assinada pelo trabalhador que assim se decidir, para posterior envio ao sindicato.

Baixe aqui declaração referente à contribuição sindical

Vire seu tablet para a

posição horizontal