Para evitar novos atrasos nos pagamentos dos servidores durante o feriado de Carnaval, SINDJUSTIÇA intervém mais uma vez junto ao TJGO

pagamentoEm função dos reiterados atrasos ocorridos nos últimos meses no pagamento dos salários dos servidores e também pelo fato de a data-limite para quitação dos vencimentos no mês de fevereiro (10/2) cair neste ano durante o feriado de Carnaval, o SINDJUSTIÇA, preventivamente, interviu junto ao TJGO, uma vez mais, a fim de buscar a garantia de que a quitação da folha de janeiro dos trabalhadores se dará dentro do prazo estabelecido em lei.

Segundo informaram as Diretorias Financeira e de Recursos Humanos ao sindicato, os pagamentos dos servidores estão previstos para esta quarta, 31 (para quem ganha até R$ 3,5 mil) e dia 9 de fevereiro, sexta-feira (para quem ganha acima de R$ 3,5 mil).

“Os servidores têm sido penalizados com o pagamento de multas e juros para honrar seus compromissos mensais porque não têm recebido em dia seus salários. Especialmente neste mês de fevereiro, o atraso acarretaria o recebimento do salário somente após o feriado de Carnaval, o que provocaria ainda mais prejuízos e transtornos incalculáveis nas contas dos trabalhadores”, destaca Rosângela Ramos de Alencar, presidente do SINDJUSTIÇA.

No mês passado, o sindicato solicitou providências por parte da administração do Tribunal de Justiça de Goiás (Proad nº201801000072179) no sentido de, uma vez mais, buscar sanar o problema. Em janeiro, muitos servidores sofreram prejuízos em razão de os salários não terem sido todos creditados até o dia 10 de janeiro, como estabelece a legislação estadual.

No Proad, o SINDJUSTIÇA reitera, também, pedido para que o TJ intervenha junto ao Executivo visando o retorno do pagamento dos servidores até o último dia útil do mês trabalhado. Sobre esse pedido, o sindicato ainda não obteve retorno do TJGO.

A partir de 2015, o Executivo adotou nova sistemática de pagamento dos salários dos trabalhadores. Desde então, servidores que recebem até R$ 3,5 mil líquidos têm a remuneração creditada no último dia do mês trabalhado. Já quem recebe acima desse valor, passou a ter seus vencimentos depositados até o dia 10 do mês subsequente.

Entretanto, há meses o SINDJUSTIÇA vem demonstrando ao TJ que boa parte dos servidores têm recebido após esta data, acarretando perdas significativas de suas rendas com o pagamento de juros e multas.

Leia mais:

SINDJUSTIÇA solicita intervenção do TJ junto ao Governo do Estado em razão de atrasos nos salários dos servidores; entidade requer volta do pagamento no último dia do mês trabalhado

SINDJUSTIÇA requer atuação do TJGO junto a bancos para sanar problemas com atrasos nos pagamentos dos servidores

Vire seu tablet para a

posição horizontal