No TJGO, SINDJUSTIÇA abre diálogo com presidente eleito e busca providências para pleitos dos servidores

Da esquerda para a direita: Fernando Chaves, Fábio Queiroz, desembargador Gilberto Marques, Rosângela Alencar, Aparecida Magalhães e Cássia de Castro Alves

Da esquerda para a direita: Fernando Chaves, Fábio Queiroz, desembargador Gilberto Marques, Rosângela Alencar, Aparecida Magalhães e Cássia de Castro Alves

“Precisamos do apoio do SINDJUSTIÇA e dos servidores, que estão presentes em todo o Estado e conhecem a realidade das comarcas.” Foi o que afirmou o presidente eleito do TJGO para o biênio 2017/2019, desembargador Gilberto Marques Filho. A declaração do magistrado, atual corregedor-geral da Justiça de Goiás, se deu nesta terça-feira (17) em reunião com o presidente do sindicato, Fábio Queiroz, e a vice-presidente para Assuntos Administrativos, Rosângela Ramos de Alencar, presidente eleita do SINDJUSTIÇA.

Data-base, URV e valorização vencimental dos trabalhadores estiveram na pauta do encontro. A Fábio e Rosângela, o desembargador Gilberto acenou favoravelmente no sentido de analisar, com o SINDJUSTIÇA, todas as saídas para viabilizar os pleitos dos servidores.

Ao mesmo tempo em que abrimos o diálogo institucional dos servidores com o desembargador Gilberto, em sua futura gestão no Tribunal, o SINDJUSTIÇA empenha toda a sua estrutura para colaborar nos processos e rotinas que visam à valorização do trabalhador da Justiça de Goiás. Fábio Queiroz, presidente do SINDJUSTIÇA.

Rosângela Alencar, eleita pelos filiados para gerir o sindicato no triênio 2017-2020, enfatizou a disposição do SINDJUSTIÇA em buscar soluções para a categoria, junto ao TJ.

Nós estamos aqui para construir e edificar um Judiciário melhor, mais dinâmico e sensível à voz do servidor e da sociedade. Rosângela Ramos de Alencar, atual vice-presidente para Assuntos Administrativos e presidente eleita do SINDJUSTIÇA.

Valorização dos efetivos

Desembargador Gilberto Marques afirmou à diretoria do SINDJUSTIÇA que o TJGO, em sua gestão, priorizará a valorização dos servidores concursados. “Estamos buscando priorizar os ‘pratas da casa'”, disse o presidente eleito do TJGO.

Participaram da reunião na CGJGO também o secretário-geral da Corregedoria, Fernando Sousa Chaves; a assessora jurídica, Aparecida A. Magalhães Santos; e a diretora de Planejamento daquele órgão, Cássia Aparecida de Castro Alves.

Vire seu tablet para a

posição horizontal