SINDJUSTIÇA busca apoio de lideranças políticas contra projeto que congela salários dos servidores

reuniao-vilmar-rocha-PL 257-institucional

A busca de apoio parlamentar para a derrubada, no Congresso Nacional, do Projeto de Lei Complementar (PLP) 257/2016, que trata de ajuste fiscal e ameaça à data-base dos servidores, norteou, nesta terça-feira (5), reunião entre o presidente do SINDJUSTIÇA, Fábio Queiroz, e  Vilmar Rocha, secretário estadual da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima).

No encontro, ocorrido no Palácio Ludovico Teixeira, em Goiânia, Fábio Queiroz e o vice-presidente do sindicato para Assuntos Jurídicos, Lionidas Gimenes Filho, solicitaram a interlocução de Vilmar Rochar junto aos deputados do PSD, do qual o secretário é presidente em Goiás. O PLP 257/16 está pronto para votação no plenário da Câmara dos Deputados.

Se aprovado, poderá permitir o não pagamento da data-base, em até dois anos, por possíveis medidas de austeridade adotadas pelo Poder Executivo de Goiás. A proposta também abre margem à proibição do pagamento de quinquênios e anuênios, além da suspensão dos concursos públicos.

O PLP 257/16 é uma afronta e um desrespeito aos servidores públicos. É transferir para a nossa categoria a responsabilidade da má administração, pelo Executivo, tirando do bolso do servidor o seu sustento. (Fábio Queiroz, presidente do SINDJUSTIÇA)

Com a reunião, o secretário Vilmar Rocha sinalizou interesse na causa e manifestou expectativa de retorno positivo para o pleito da categoria.

Fonte: Assessoria de Comunicação do SINDJUSTIÇA | Texto: Allan David

Vire seu tablet para a

posição horizontal