SINDJUSTIÇA requer ao TJGO correção anual dos salários da categoria

Em pedido administrativo, sindicato solicita a reposição inflacionária de 8,42% dos vencimentos dos servidores, com base no IPC/Segplan acumulado nos últimos 12 meses

O Sindicato dos Servidores e Serventuários da Justiça do Estado de Goiás (SINDJUSTIÇA) solicitou ao Tribunal de Justiça estadual (TJGO) a correção em 8,42% na data-base dos trabalhadores, a partir desse mês de janeiro.

Na semana passada, o SINDJUSTIÇA protocolizou junto ao TJGO pedido administrativo para que a correção nos salários seja concedida nesse percentual e o referido projeto, encaminhado à Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego). Cabe ao Poder Legislativo aprovar o reajuste e enviá-lo para sanção do governador do Estado.

A solicitação, encaminhada ao presidente do TJGO, desembargador Ney Teles de Paula, tramita no Tribunal com nº 5229197.

O percentual de 8,42% reivindicado pelo SINDJUSTIÇA tem base, conforme a lei, no Índice de Preços ao Consumidor de Goiânia (IPC/Goiânia) apurado nos últimos 12 meses. O parâmetro é calculado pelo Instituto Mauros Borges/Secretaria do Estado de Gestão e Planejamento (Segplan).

Conhecida como data-base, a revisão geral anual dos servidores é preconizada na Lei Estadual nº 17.663/2012, artigo 42, parágrafo único. Essa legislação versa sobre o Plano de Cargos e Salários dos Servidores e Serventuários da Justiça do Estado de Goiás.

Fonte: Assessoria de Comunicação do SINDJUSTIÇA

Vire seu tablet para a

posição horizontal